Player

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Tecnologia

Chileno de 14 anos conta como criou sistema de alerta para terremotos

Sebastian Klocker foi atração na Campus Party nesta quinta.
Ele desenvolveu programa que manda mensagens via Twitter e SMS.

Amanda Demetrio Do G1, em São Paulo

 

Sebastian Klocker usou sensores de US$ 50 para o sistema (Foto: Flavia de Quadros/indicefoto.com) 

 

 

10/02/2012 07h00 - Atualizado em 10/02/2012 10h09

Chileno de 14 anos conta como criou sistema de alerta para terremotos

Sebastian Klocker foi atração na Campus Party nesta quinta.
Ele desenvolveu programa que manda mensagens via Twitter e SMS.

Amanda Demetrio Do G1, em São Paulo
22 comentários
chileno alerta terremoto campus party (Foto: Flavia de Quadros/indicefoto.com)Sebastian Klocker usou sensores de US$ 50 para o sistema (Foto: Flavia de Quadros/indicefoto.com)
 
Sebastian Klocker é um garoto chileno de apenas 14 anos, mas já conseguiu alterar a vida de muitas pessoas. Após o terremoto que atingiu o Japão em 2011, ele decidiu criar um sistema que distribui alertas da chegada de tremores no Chile por meio do Twitter e de mensagens de celular. Klocker falou sobre a experiência durante a Campus Party, nesta quinta-feira (9). Ele veio a São Paulo acompanhado do pai.

Para conseguir o sistema de alerta, o jovem ligou um microcontrolador a um sensor de terremotos e, assim, enviar mensagens com antecedência de 5 a 30 segundos ao tremor --no Japão, o sistema criado pelo governo tem antecedência de 1 minuto, disse o menino. Os avisos são colocados no perfil @alarmacismos.

"Depois que tive a ideia, fui procurar os sensores e achei um por US$ 2.500", contou. "Era muito caro, então encontrei uma alternativa por US$ 50, que fazia praticamente a mesma coisa. Quero que isso mostre que não é preciso ter muito dinheiro para conseguir algo criativo e que pode ajudar as pessoas."

A ideia de Klocker foi bem recebida e o jovem conta que se assustou com a repercussão internacional: "Me ligaram de um jornal na Tailândia!". Segundo ele, o governo chileno também se impressionou com o sistema e se dispôs a colocar um sensor em cada uma das 14 regiões chilenas, para que possa funcionar melhor.

Para o futuro, o adolescente pensa em criar um aplicativo para celulares a partir do sistema. Klocker também quer abrir o código por trás da ferramenta que criou, para que ela possa ser usada por outras pessoas e em outros países.

 

 

PvhCAOS - Usando o cerebelo.....

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário